sábado, 19 de junho de 2010


Uma árvore sem flor fica despida e despojada de suas folhas no outono. A beleza transforma-se em feiúra, a juventude transforma-se em velhice e os erros, em virtude. As coisas não permanecem sempre as mesmas e nada existe realmente; as aparências e o vazio existem de forma simultânea.

Dalai Lama

3 comentários:

  1. Selinho pra vc lá no blog flor!!!
    beijao!

    ResponderExcluir
  2. OI, SELINHO PRA VC NO MEU BLOG TBM, RSRSRS...
    MAS ESPERO QUE GOSTE.

    BEIJOSS

    ResponderExcluir
  3. as coisas sempre mudam, afinal. ;)

    ResponderExcluir